This site uses cookies. By continuing to browse the site you are agreeing to our use of cookies. Read our privacy policy>

Se precisar de ajuda, clique aqui:

Com base em mais de 30 anos de formação técnica e práticas de cultivo de talentos, a Huawei ICT Academy desenvolveu soluções inovadoras de cooperação universidade-empresa para 927 universidades em todo o mundo, incluindo o desenvolvimento de cursos, treinamento de professores e estágios. As soluções possuem três fases: cultivo de talentos, certificação e transferência. A Huawei trabalhou com universidades para criar um ecossistema de talentos que impulsione o setor de TIC.

Departamento de desenvolvimento do ecossistema de talentos Enterprise Business Group, Huawei Technologies Co., Ltd.

Na era digital, a TIC, um setor líder na economia digital, enfrenta grandes desafios na otimização da sua estrutura industrial e na aceleração da transformação digital. À medida que o setor se transforma, a chave para manter o rápido desenvolvimento, aproveitar oportunidades e fazer progressos na nova era é tratar o talento como o seu recurso mais importante.

Solução do problema de integração do setor e da educação no cultivo de talentos

No modelo tradicional de cultivo de talentos, a educação superior prioriza teorias e conceitos, mas negligencia práticas e capacidades. A oferta e a demanda de talentos estão um pouco desconectadas e o modelo se esforça para apoiar o desenvolvimento do setor. Nesse contexto, é necessária uma estratégia em longo prazo que inclua o compartilhamento de recursos, vantagens complementares e o desenvolvimento conjunto entre universidades e empresas para atender de forma eficaz à oferta de talentos e a procura; obter benefícios mútuos entre universidades, empresas e talentos; e apoiar o desenvolvimento do setor.

Teoricamente, a cooperação entre universidades e empresas pode ser fundamental para promover uma solução para o dilema do talento. No entanto, na prática, a cooperação entre universidades e empresas pode ser difícil de ser implementada. Surge então um problema na integração do setor e da educação. Há três motivos principais.

Em primeiro lugar, o modelo de cultivo de talentos de colaborar e cultivar pessoas não está totalmente desenvolvido. Em geral, a colaboração entre universidades e empresas é espontânea e superficial.

Em segundo lugar, algumas empresas não operam no processo de formação e não se alinham aos objetivos de cultura de talentos das universidades. O conteúdo dos cursos não corresponde aos padrões profissionais e o processo de ensino não está alinhado aos processos de produção do setor. A priorização de teorias sobre práticas é um problema contínuo.

Em terceiro lugar, há problemas em faculdades e universidades, como a falta de motivação dos professores para participar de projetos de cooperação entre a indústria e a educação, além da falta de vontade de aprender dos alunos.

O desafio é conseguir uma comunicação eficiente entre os setores de TIC e educação, resolvendo o problema da falta de talentos.

Como fornecedora líder global de soluções de TIC, a Huawei defende um ecossistema de talentos de TIC aberto, compartilhado e que beneficie todas as partes. Em 2013, a Huawei lançou sua ICT Academy, um projeto de cooperação escola-empresa que envolve instituições de ensino superior, para ajudar a construir esse ecossistema de talentos. Nos últimos seis anos, a Huawei investiu muito na exploração de práticas com universidades e faculdades e na replicação de experiências bem-sucedidas. A Huawei criou uma cadeia de fornecimento de talentos que engloba todo o processo de aprendizagem, certificação e emprego, aprofundando o mecanismo de cooperação entre universidades e empresas, visando a promover o desenvolvimento do setor e inovar modelos de desenvolvimento de talentos com base nos requisitos empresariais. A Huawei ajuda as universidades a cultivar talentos de TIC que atendam aos requisitos do setor, fornecendo talentos de alta qualidade para o seu desenvolvimento.

Até o final de 2019, a Huawei ICT Academy havia sido implantada na China, no Sudeste Asiático, no Oriente Médio, na África, na Europa, na América Latina e no Pacífico Sul, abrangendo 72 países. As universidades que cooperam são algumas das mais conceituadas da China, como a Universidade de Xangai Jiao Tong e a Universidade de Fudan, além de universidades com reconhecimento mundial, incluindo a Universidade Técnica Estadual de Bauman Moscow, a Universidade de Malaya e a Universidade de Nova Gales do Sul. A Polytech Nice Sophia e outras faculdades de engenharia, assim como a Shenzhen Vocational Technical College, a Northeast Surrey Technical College, do Reino Unido e outras faculdades profissionais superiores também estão inclusas. No total, 927 faculdades e universidades estão envolvidas. Mais de 45.000 alunos são treinados todos os anos. Em 2019, a Huawei e mais de 1.300 parceiros realizaram em conjunto 51 feiras de talentos em todo o mundo, atraindo mais de 21.000 alunos e disponibilizando mais de 3.600 funcionários de TIC de alta qualidade para o setor.

Huawei ICT Academy: Soluções multidimensionais que abordam os pontos problemáticos do ecossistema de talentos

Com base na formação técnica, na experiência de cultivo de talentos e nos recursos da indústria no setor de TIC da Huawei, nos últimos 30 anos, o projeto Huawei ICT Academy apoia a estratégia de ecossistema e plataforma da Huawei. Com base nos requisitos do setor, o projeto aborda os pontos problemáticos da lacuna de talentos do setor e integra as vantagens de recursos das universidades e empresas. A Huawei oferece uma solução ampla que abrange todo o processo de desenvolvimento de talentos, desde o desenvolvimento do curso, a capacitação do instrutor até a configuração do ambiente de laboratório e desde a certificação de talentos, a concorrência e o emprego. A solução trabalha com o governo, universidades e empresas para construir um novo modelo de desenvolvimento de talentos de TIC e um ecossistema de talentos eficaz. A Huawei também fornece soluções multidimensionais para diferentes tipos de talentos e diferentes níveis de necessidades a fim de garantir que as soluções de cooperação entre escolas e empresas da Huawei atendam de forma eficaz às necessidades das instituições e empresas de ensino superior e promovam o desenvolvimento de vários tipos de talentos de TIC.

À medida que a digitalização avança em vários setores, as faculdades e universidades precisam urgentemente reformar o conteúdo tradicional do ensino e se concentrar mais nas tecnologias de ponta, garantir que os cursos se mantenham atualizados, que os materiais didáticos estejam relacionados às práticas do setor e ajudar os alunos a se tornarem melhores candidatos. Para atender a essas demandas, a Huawei trabalha com professores universitários para desenvolver, em conjunto, cursos com base no entendimento da Huawei sobre o setor, acúmulo técnico e práticas, análise de posição do setor e sistema-padrão de certificação de talentos pela Huawei, além de criar um sistema de curso prático que se adapte aos requisitos de talentos do setor. O curso abrange uma ampla variedade de campos técnicos, incluindo estrutura de roteadores e switches, armazenamento, nuvem, WLAN, computação em nuvem, big data, IoT e inteligência artificial. Também fornece aos professores e alunos de faculdades e universidades cooperativas uma plataforma aberta única para aprendizagem e prática on-line. Esses cursos podem melhorar muito a eficiência e a qualidade do cultivo de talentos. Depois de assinar um contrato com a Huawei ICT Academy, as universidades podem adquirir a autorização do curso fornecida pela Huawei e o treinamento gratuito que integra cursos, práticas e certificações, recebendo ensino e operação independentes.

Por exemplo, em 2014, a Universidade de Alicante, uma das principais universidades da Espanha, assinou um contrato com a Huawei para se tornar a primeira Huawei ICT Academy da Europa Ocidental. A Huawei organizou especialistas para fornecer treinamento de estrutura de roteadores e switches de HCIA para quatro professores da ICT Academy, permitindo que a universidade disponibilizasse aos alunos esse conhecimento de forma independente.

O exame de certificação da Huawei é um meio importante para testar as conquistas de aprendizado dos alunos, além de muito importante para melhorar a qualidade do desenvolvimento de talentos da Huawei ICT Academy. A maioria dos alunos são aprovados nos exames de certificação da Huawei depois de concluir os cursos relacionados, provando que estão qualificados para cargos básicos no setor. Para os alunos, a certificação da Huawei pode melhorar a sua competitividade no emprego. Para universidades, a certificação da Huawei pode melhorar a taxa de emprego das escolas. Para empresas, a certificação da Huawei pode reduzir os custos de treinamento das empresas. Em 2018, a Universidade de Alicante introduziu o curso de HCIA-Cloud e os cursos técnicos da Huawei tornaram-se obrigatórios.

Huawei ICT Competition: Promoção da educação, aprendizagem e desenvolvimento por meio da concorrência

O objetivo final do cultivo de talentos é transferir novos funcionários para o setor. A melhoria das capacidades práticas dos estudantes e a competitividade do emprego neste processo têm sido sempre críticas na cooperação entre escolas e empresas. Isso é também um dos indicadores importantes para o acompanhamento das realizações do cultivo de talentos.

A Huawei tem realizado concursos anuais de TIC desde 2015. Por meio da cooperação com governos, empresas, universidades, instituições de treinamento e organizações do setor, a Huawei tem como objetivo fornecer plataformas internacionais de concorrência e comunicação para estudantes universitários em todo o mundo, aumentar o seu conhecimento sobre TIC e estimular o seu interesse em recursos de aprendizagem e inovação para melhorar as suas habilidades de autoaprendizagem e solução de problemas e promover o aprendizado por meio da concorrência. Para orientar melhor os alunos, os professores precisam expandir ainda mais os seus campos técnicos profissionais, focar no cultivo da inovação dos alunos, na colaboração em equipe e na capacidade de adaptação às mudanças, é necessário refletir sobre os seus métodos de ensino com base nos resultados de desempenho e competição dos alunos para melhorar a praticidade e a relevância do ensino, promovendo-o por meio da concorrência. Para universidades e empresas participantes, fazer parte da ICT Competition da Huawei é uma boa oportunidade para a comunicação de demanda e fornecimento de talentos. Isso ajuda a promover a atualização do modelo de desenvolvimento de talentos, o emprego e o desenvolvimento por meio da concorrência.

A Huawei realizou quatro concursos anuais de TIC, com o número de participantes e países envolvidos aumentando a cada ano. Trinta equipes e 7.550 alunos da China participaram da primeira competição, realizada em 2015. A quarta competição, em 2019, foi realizada em 61 países, envolvendo mais de 100.000 alunos de mais de 1.600 universidades e faculdades. Competições de inovação também foram realizadas para avaliar os recursos de design de soluções e os aplicativos inovadores de novas tecnologias, como IA, computação em nuvem, big data e IoT, além de cultivar de forma abrangente os recursos técnicos de TIC dos alunos. Espera-se que a quinta competição, que se realiza agora em mais de 70 países em todo o mundo, envolva mais de 150.000 estudantes.

A Universidade de Malaya é a universidade mais antiga e de mais alto nível da Malásia. Ela cooperou com a Huawei por sete anos e se inscreveu na Huawei ICT Academy em 2018. Ao usar o conhecimento da Huawei para enriquecer o conteúdo do ensino, fortalecer o conhecimento dos alunos e melhorar as suas habilidades, a Universidade de Malaya também participou da ICT Competition da Huawei. Na quarta final global da competição, a Academia de Ciências da Computação e Tecnologia da Informação da Universidade de Malaya competiu com 65 equipes de 30 países e ganhou o prêmio de primeiro lugar na competição de rede.

A ITC Competition da Huawei não é apenas importante para os alunos, pois pode ajudá-los a melhorar as suas habilidades; ela também pode aumentar a sua competitividade no mercado de trabalho. Por exemplo, depois de ter participado do projeto da ICT Academy e da ICT Competition da Huawei e ter recebido o prêmio de terceiro lugar da Honor Cup na ICT Competition na Rússia, a Huawei contratou Tishina Elizaveta, aluna da Universidade Técnica Estatal Bauman de Moscou (BMSTU), como engenheira de serviços.

De acordo com Elizaveta, a Huawei ICT Academy pode ajudar a Huawei a descobrir novos talentos e os alunos a melhorar os seus conhecimentos técnicos, assim como definir sua direção no desenvolvimento de carreira.

A BMSTU é uma das universidades russas mais tradicionais e prestigiadas do mundo acadêmico. Cultivou mais de 160.000 profissionais técnicos excelentes. Na quarta final global da ICT Competition da Huawei, dois alunos da BMSTU receberam a oportunidade de competir em nome da Rússia com os melhores alunos de outros países. Durante a competição, eles foram capazes de identificar os seus pontos fortes e fracos e esclarecer a sua futura direção no desenvolvimento de carreira.

A formação de uma base para o cultivo de talentos na economia digital

No final de 2017, a Huawei lançou a sua nova visão e missão corporativas e se concentrou na sua função como base para o mundo inteligente. No ecossistema de talentos de TIC, a Huawei pretende se tornar uma base para o cultivo de talentos da economia digital. Na nova era do desenvolvimento de TIC, a Huawei acelerará a inovação científica e tecnológica; também investirá em inovação do conhecimento e desenvolvimento de talentos. Ao promover a cooperação entre escolas e empresas, a Huawei tem como objetivo alinhar as faculdades e os setores da indústria, o conteúdo do curso e as qualificações profissionais, as estruturas de ensino e os processos de produção e o desenvolvimento de talentos e o emprego.

Ao eliminar a lacuna entre a demanda das empresas e a oferta das escolas, a Huawei espera fornecer talentos mais técnicos e habilidosos, tecnologias mais avançadas e mais apoio à inovação e ao empreendedorismo, para facilitar um ciclo virtuoso e apoiar o desenvolvimento sustentável do setor de TIC.

0 visualizações

(0 opiniões)

Gostou da história? Dê sua opinião.

0/500

Deixe seu comentário aqui.
Enviar

0  comentários

    Mais conemtários

      Opinião enviada com sucesso

      Enviado com sucesso

      Falha na avaliação

      Falha no envio

      Por favor, deixe seu comentário primeiro.

      Share link to: